• sindalcoata

QUÍMICOS DA FORÇA ASSINAM CONVENÇÃO COLETIVA QUE GARANTE 10% DE REAJUSTE SALARIAL PARA O SETOR FARMA

12.04.2016 - No último dia 11 de abril, dirigentes da FEQUIMFAR (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de São Paulo), entidade filiada à Força Sindical e à CNTQ (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Químico), e dos Sindicatos filiados, incluindo o SINDALCO de Araçatuba, assinaram a Convenção Coletiva de Trabalho do Setor Farmacêutico, que garante reajuste de 10% nos salários dos trabalhadores da categoria, sendo 0,08% de aumento real.


O presidente do SINDALCO, José Roberto da Cunha, esteve presente no evento para assinatura da convenção coletiva e considerou muito positivo o reajuste conquistado, uma vez que o país passa por uma grave crise econômica.


A FEQUIMFAR e Sindicatos filiados representam cerca de 15 mil trabalhadores no setor industrial farmacêutico no estado de São Paulo. A data-base do setor farmacêutico é dia 1º de abril.

Principais Conquistas

Reajuste Salarial de 10% (INPC de 9,91% mais aumento real de 0,08%)

Piso Salarial:

Para empresas com até 100 empregados

Reajuste de 10% (com aumento real de 0,08%)

De R$ 1.253,17 passará a ser R$ R$ 1.378,49

Para empresas com mais de 100 empregados

Reajuste de 10% (com aumento real de 0,08%)

De R$ 1.410,50 passará a ser R$ R$ 1.551,55

PLR – Participação nos Lucros e Resultados

Para empresas com até 100 empregados

Reajuste de 10% (com aumento real de 0,08%)

De R$ 1.341,50 passará a ser de R$ 1.475,65

Para empresas com mais de 100 empregados

Reajuste de 10% (com aumento real de 0,08%)

De R$ 1.860,00 passará a ser R$ R$ 2.046,00

Abono salarial

O abono salarial terá o reajuste de 100% do INPC (sendo que o mesmo deverá passar a ser de R$ 880,00). Este valor será dividido em 12 meses (R$ 74,00) e incorporado ao Cartão Alimentação.

Cartão alimentação:

Empresas com até 100 funcionários

Reajuste de 100% do INPC, de R$ 100,00 deverá passar a ser de R$ 110,00, sendo que, ainda deverá ser acrescido com parcelas de R$ 74, referentes à incorporação do abono, totalizando R$ 184,00, que representa um reajuste total de 84%.

Empresas com mais de 100 funcionários

Reajuste de 100% pelo INPC, de R$ 160,00 deverá passar a ser de R$ 176,00, sendo que, ainda deverá ser acrescido com parcelas de R$ 74, referentes à incorporação do abono totalizando R$ 250,00, que representa um reajuste de 56%.

Aos trabalhadores que não recebem o Vale Alimentação

Deverá ser garantido o equivalente as parcelas mensais referente ao Abono



0 visualização0 comentário