• sindalcoata

QUÍMICOS CONQUISTAM REAJUSTE DE 100% DO INPC E MANTÉM CLÁUSULAS SOCIAIS.

09.11.2017 - Dirigentes da FEQUIMFAR (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de São Paulo) e Sindicatos filiados, incluindo o SINDALCO de Araçatuba, conquistaram proposta patronal que garante o reajuste salarial com 100% da inflação dos últimos 12 meses pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) para salários, Pisos e PLR, bem como a garantia de todas as cláusulas sociais da Convenção Coletiva de Trabalho por um ano.


A proposta patronal foi apresentada na segunda rodada de negociação coletiva, que teve grande participação de lideranças sindicais de todo o estado de São Paulo, representando cerca de 150 mil trabalhadores distribuídos nos segmentos químico, plástico, fertilizantes, abrasivos, cosméticos, tintas e vernizes.


O presidente do Sindalco, José Roberto da Cunha, esteve presente e também considerou muito positiva a conquista do setor.


No momento em que a nova lei trabalhista está prestes a entrar em vigor, consideramos que a conquista de reajuste de 100% do INPC nos salários, Piso e PLR são grandes avanços. Além do mais, a manutenção de todas as cláusulas sociais já existentes em Convenção Coletiva é de fundamental importância diante desta nova etapa da relação capital e trabalho imposta pela reforma trabalhista”, disse Sergio Luiz Leite, Serginho Presidente da FEQUIMFAR e 1º secretário da Força Sindical. A data base da categoria é 1º de Novembro.

Principais destaques da proposta:

– Reajuste Salarial: 100% do INPC

– Piso Salarial: Para trabalhadores em empresas com até 49 empregados Piso atual (R$ 1.469,53) mais 100% do INPC

Para trabalhadores em empresas com mais de 49 empregados Piso de R$ 1.535,00

– PLR mantida na Convenção Coletiva de Trabalho

Reajuste de 100% do INPC

Para trabalhadores em empresas com até 49 empregados PLR atual (R$ 930,00) mais 100% do INPC

Para trabalhadores em empresas com mais de 49 empregados PLR atual (R$1.030,00) mais 100% do INPC




0 visualização0 comentário